Amizade no Trabalho

Amizade no Trabalho

Em um escritório de negócios, onde o volume de serviços para os colaboradores estava ficando cada vez maior devido à redução do quadro de funcionários, Fernando que desempenhava a função de Supervisor há cinco anos e que era muito amigo do seu Gestor, Alberto, não estava mais executando a sua atividade com tanta veemência.

Sempre que possível Fernando saía com Alberto após a jornada de trabalho para trocarem ideias, jogar futebol ou mesmo participar do famoso happy hour que ocorre durante a semana. Eles são amigos há bastante tempo, onde um frequenta a casa do outro, sendo que a amizade ficou ainda mais forte desde quando começaram a trabalhar juntos no escritório.

Como Fernando era muito amigo de Alberto, então o seu Gestor, jamais acharia que poderia ser mandado embora e com isso, não implantava novas ideias e trabalhava sempre da mesma forma, evitando também novas práticas de seus colaboradores.

Mediante a esse volume de trabalho excessivo que estava ocorrendo nesta empresa, o outro Supervisor que havia sido promovido recentemente, chamado Lucas, estava trabalhando em sinergia com a sua equipe, propondo novas ideias e em busca de um novo jeito para executar as funções dos colaboradores a fim de que os serviços fossem otimizados. Ele unificou as planilhas de controle que os funcionários utilizavam em apenas uma, criando gráficos, relatórios e informações relevantes para a tomada de decisão empresarial.

Certo dia algo inesperado aconteceu, o Diretor do escritório chamou Alberto em sua sala e falou que teria que ficar apenas com um Supervisor. Desta forma, Alberto teria que demitir Fernando ou Lucas e, ele não pensou duas vezes. Mandou embora o seu amigo Fernando que ficou totalmente surpreso pela situação.

O Gestor Alberto explicou ao seu amigo Fernando que não teria como demitir Lucas, uma vez que ele tinha iniciativa e sempre implantava novas ideias e que Fernando lamentavelmente estava acomodado na sua “zona de conforto”.

Indo um pouco mais além, Lucas não foi apenas mais um Supervisor dentro da organização, ele foi “o Supervisor”, pois com a sua garra e determinação, mesmo perante o excesso de serviços que estava acontecendo, ele foi rápido para resolver a questão da otimização da rotina de trabalho.

Já no caso de Fernando, ele misturou a questão profissional com a pessoal e no mundo corporativo você não deve jamais achar que só porque é amigo de seu Gestor, nunca vai te acontecer algo como uma demissão, caso você não execute a sua função com excelência. Pois, o que a organização espera de um profissional é que ele seja inovador, resiliente e que tenha ousadia para fazer e ser a diferença.

Anúncios

5 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s